terça-feira, 10 de novembro de 2009

Divã


"Eu queria cristalizar esse momento da minha vida, mas estou em alta velocidade, e não sei se quero ir adiante, só que eu não tenho opção." Esta é uma frase do livro Divã, escrito por Martha Medeiros e rendeu uma peça teatral estrelada por Lília Cabral. Com o sucesso da peça, foi inevitável uma versão cinematográfica da estória, que foi uns dos maiores sucessos do cinema nacional em 2009.

Aqui, Lília repete o papel de Mercedes, uma mulher que já entrou na faixa dos 40 anos, casada com Gustavo (José Mayer) e com dois filhos já "grandinhos" e, que por curiosidade, resolve procurar um analista e acaba provocando uma grande mudança em sua rotina, principalmente em seu casamento e sua "mulher interior" e conta também com o apóio de sua amiga de longa data, Mônica (Alexandra Richter, que também repete seu papel que interpretou na peça).

O que acaba deixando Divã ser um filme delicioso de se ver é Lília Cabral, que mostra uma atuação que acaba casando muito bem os dramas e momentos cômicos de Mercedes, mas a produção consegue ter uma história simples, mesmo com alguns contratempos do roteiro. Mesmo assim, é uma ótima película para passar o tempo e que a safra atual do cinema nacional continue nos brindando com filmes como este.

Cotação: 7,0

Título Original: Divã
País de Origem/Ano de Produção: Brasil, 2009
Direção: José Alvarenga Jr
Roteiro: Marcelo Saback, baseado na peça de sua própria autoria e no livro de Martha Medeiros
Elenco: Lília Cabral, José Mayer, Alexandra Richter, Reynaldo Gianecchini, Cauã Reymond, Eduardo Lago.

9 comentários:

Wally disse...

Gostei de "Divã", mas é um filme problemático.

Nota 6.0

Reinaldo Glioche disse...

Ainda não vi, como comentei no post anterior, mas pretendo. De qualquer maneira a sua critica ratifica uma suspeita que eu já tinha pelo trailer. Trata-se de um filme de ator, no caso, atriz.
Bjs

Mayara Bastos disse...

Wally, eu também. ;)

Reinaldo, o filme vale mesmo pela Lília. Beijos! ;)

Kamila disse...

Eu gostei de "Divã", ainda mais porque nem estava esperando muita coisa da obra. O filme encontra seu ponto alto no elenco, especialmente a Lília Cabral e a Alexandra Richter, que eu não conhecia.

Weiner disse...

Apesar de amar o trabalho da Lilia Cabral, uma das melhores atrizes em atividade no Brasil, acho que "Divã" é um filme com sérios problemas. Não me empolgou muito, mas admito que serve bem como passatempo.
Beijos, Mayara!

Bruno Soares disse...

Vi o trailer no cinema e achei globo demais.

E finalmente vc viu TREK, hein? Esse é maravilhoso.

Bjs!

Mayara Bastos disse...

Kamila, concordo com sua opinião. ;)

Weiner, que pena. Mas valeu mesmo pela Lília. Beijos! ;)

Bruno, ele pode ser com cara de Globo por que é co-produção deles, rsrsrs. Mas vale pela Lília Cabral. E "Star Trek" é maravilhoso mesmo, em breve tem crítica aqui no blog, aguarde. Beijos! ;)

Matheus Pannebecker disse...

"Divã" é um filme com vários problemas, mas que tem uma protagonista muito carismática e reflexões interessantes.

Dewonny disse...

Gostei, mas graças a Lilia Cabral, excelente atriz, q estava inspirada aqui. nota 6.0!
Bjo! Diego!