quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Se Beber, Não Case!


Virou praxe no cinema serem concebidos filmes na cidade de Las Vegas, localizada no estado de Nevada, EUA. Principalmente em comédias, onde a expressão "o que acontece em Vegas, fica em Vegas" marcou, por incrível que parece um dos significados de uma sociedade americana com seus atos em um certo lugar, principalmente em se tratando de ressacas. Um bom exemplo de películas desta tematica é visto em Se Beber, Não Case!

Doug (Justin Bartha) está para se casar e, claro, não pode faltar a despedida de solteiro, organizado pelos amigos deste, Phil (Bradley Cooper) e Stu (Ed Helms) e seu futuro cunhado, Alan (Zach Galifianakis). Las Vegas é o intinerário do quarteto, onde, claro, viverão uma noite badalada, com direito a muito coquetel e cassinos. Mas, na manhã seguinte, sem lembrarem de nada, onde dão de cara com um tigre, um bebê, um deles sem um dente e, para piorar, o noivo desaparece.

Uma premissa com essa pode ter passado batida, se não fosse por algumas sacadas que o filme apresenta, como por exemplo na busca implacável dos três amigos ao noivo perdido, nos imprevistos pelo caminho. Ao contrário de alguns filmes do gênero, que soam sem graça, em Se Beber, Não Case! isso não acontece. São momentos que quando você está prestes a "acalmar os nervos" depois de uma cena, você acaba voltando a dar risadas, um elemento fundamental para um filme de comédia.

Se Beber, Não Case! pode não ser aquelas comédias que vimos antigamente, mas ele cumpre o que promete: uma diversão descompromissada para um dia ou semana exaustiva, por que, de vez em quando, precisamos de filmes como este para "quebrar o gelo". Esta é uma das propostas que o cinema oferece ao telespectador.

Cotação: 8,0

Título Original: The Hangover
País de Origem/Ano de Produção: EUA, 2009
Direção: Todd Phillips
Roteiro: Jon Lucas e Scott Moore
Elenco: Bradley Cooper, Ed Helms, Zach Galifianakis, Justin Bartha, Heather Graham, Jeffrey Tambor, Mike Tyson.

19 comentários:

Otavio disse...

Eu gosto muito desse filme. Acho o roteiro criativo e os atores ótimos! Aliás, é engraçado demais.
Abs!

Wally disse...

Concordo. Gosto bastante do filme por que ele se mantém sempre íntegro - mesmo quando as piadas tomam rumos mais grosseiros.

Nota 8.0

Kamila disse...

Geralmente, eu não gosto de filmes desse tipo, com piadas maldosas e de péssimo gosto, mas "Se Beber, Não Case" me conquistou por completo. A melhor comédia de 2009!

bruno knott disse...

Mayara, curto bastante esse filme também, principalmente pela maneira como a história é contada. Pode não ser um filme que faça rir 100% do tempo, mas ele é 100% do tempo divertido.

bjos

Reinaldo Glioche disse...

Adoro esse filem. Divertido, engraçado e inteligente.Chega a ser até pueril na camaradagem que apresenta. Um filme que merece o sucesso que teve. Bjs

Rof disse...

Olá Mayara td bem?
Se beber, não case é para mim um fantástico filme de comédia - no meu blog foi eleito o melhor DVD do mês.
Concordo com o os que postaram aqui e acrescento algo mais a discussão: Parabéns ao Todd Phillips (e ao elenco, claro) por conseguirem passar com perfeição as situações divertidas em que normalmente amigos se metem; os diálogos que desafiam as leis da compreensão ou a sensação de liberdade que permeia a mente dessas pessoas ao fazer coisas pouco convencionais (ou mesmo proibidas) como um bando de moleques em busca de aventura.
Parabéns a toda a equipe!
Parabéns pelo blog, Mayara!
Parabéns pelo texto!

Add vc aos meus links, depois da uma passada lá no meu e dá uma olhada, se gostar link-me tbm.
Forte abraço a todos.

Pedro Henrique disse...

Engraçado mesmo é como esse filme perde graça no final. Os últimos 20 minutos são terríveis.

Vinícius P. disse...

É daquele tipo de filme que começa melhor do que termina. A primeira parte é excelente, mas depois cai na repetição.

Jack Lewis disse...

Mayara, como vai?
Ah, gostei muito desse filme, muito mesmo. Parece que muitos gostaram também, achei o roteiro tão 'original' ... e bem diferente dessas tantas comédias parecidas!

Luis Galvão disse...

Tenho um pouco de raiva desse filme porque roubou o Globo de Ouro de filmes melhores, mas mesmo assim não posso negar que rir MUITo em diversas partes.

Alex Gonçalves disse...

Mayara, vou ter que discordar da sua avaliação, mas, vá lá, dá para usá-lo como distração após uma semana exaustiva.

Beijos!

Diego Rodrigues disse...

Ótima diversão e o tri protagonista está afiadíssimo.

Mayara Bastos disse...

Otavio, engraçado mesmo. ;)

Wally, ele chega a ser ofensivo as vezes, mas que não comprometa com o resultado final, ao contrário de alguns filmes do gênero. ;)

Kamila, também não curto, mas concordo plenamente, uma das melhores comédias de 2009. ;)

Bruno, com certeza. E, precisamos de filmes como este de vez em quando para fugir um pouco da rotina. rsrs. Beijos! ;)

Reinaldo, idem. E não esperava muita coisa dele e surpreendi. Merece mesmo este sucesso todo. Beijos! ;)

Rof, primeiramente, muito obrigado pela visita ao blog, seja sempre bem vindo. E me surpreendi com o Todd Phillips (não curto muito os filmes dele) e o elenco, principalmente o trio, muito bom. E irei fazer uma visita a seu blog. Muito obrigado novamente. Um forte abraço! ;)

Pedro, que pena que não curtiu muito. ;)

Vinícius, entendo. Gostei do resto, rsrsrs. ;)

Jack, tudo bem, e com vc? Concordo e não achei o roteiro "original", mas ele tem ótimas sacadas que nenhum filme do gênero soube trabalhar. ;)

Luís, entendo. Para mim, ele só roubou de "(500) Dias com Ela", rsrs. Mas é diveritdo, vamos admitir, rsrs. ;)

Alex, entendo. E, ele é perfeito para uma semana exaustiva. Beijos! ;)

Diego, concordo. ;)

Rafael Moreira disse...

Eu não me diverti tanto com o filme, mas há partes que eu morri de rir. É uma comédia competente, mesmo assim não merecia tal conhecimento no Globo de Ouro. Outros filmes mereciam mais :\ Bjos!

Elton Telles disse...

Achei o filme bem divertido. Gosto de comédias que não se preocupam em flertarem com o politicamente incorreto. "Se Beber, Não Case" me remete às comédias mais desbocadas da década de 80, como a "A Última Festa de Solteiro" e alguns filmes do John Hughes.

a propósito, é uma boa discussão. A comédia norte-americana está se reiventando e buscando frutos no passado. Tá aí Judd Apatow e Greg Mottola para confirmar essa tendência.

Gostei do blog, Mayara!
abs!

Madame Lumière disse...

Olá Mayara,
O que achei bacana neste filme é a amizade entre homens, é um tipo de companheirismo muito engraçado e ao mesmo tempo bem leal. Acho que o filme vale a pena sob esta ótima.
bjs!

O Cara da Locadora disse...

Eu realmente achei uma das melhores comédias do ano, ri como há tempos não o fazia... Excelente filme...

Cristiano Contreiras disse...

Preciso conferir urgentemente!

Ps: por que odeia meu blog?

Mayara Bastos disse...

Rafael, entendo. Para mim, "(500) Dias com Ela" merecia mais. Beijos! ;)

Elton, muito obrigado pela visita. E gostei de ter lembrado de John Hughes, e a "nova" safra parece mesmo se inspirar nele. Abraços! ;)

Madame Lumiére, isso também é um dos pontos do filme, já que alguns filmes do gênero, infelizmente, não aproveitam bem este tipo de premissa. Beijos! ;)

O Cara da Locadora, concordo. Cheguei a ficar com muita dor de barriga de tanto rir. ;)

Cristiano, confire logo, se puder. E já adicionei seu blog no meu blogholl. ;)