sábado, 5 de junho de 2010

Coco Antes de Chanel


Gabriele Bonheur Chanel foi uma das estilistas mais influentes da época de 1930. Suas criações influenciam o mundo da moda até hoje, com a empresa Chanel S.A., onde a imagem em si é a maior importância da organização. E com essa parte do status que tinha uma certa expectativa a cinebiografia Coco Antes de Chanel.

Como o título já diz é o retrato de Coco (interpretada com competência por Audrey Tautou), quando na infância junto com a irmã Adrienne (Marie Gillain) viveram a infância em um orfanato. Depois, já crescida, Gabrielle trabalha em uma alfaiataria e a noite, também canta, junto com a irmã em um cabaré, onde acaba conhecendo Étienne Balsan (Benoît Poelvoorde) e passou um tempo em sua mansão e tem a profissão de fazer chapéus para as amigas de Balsan. E também nessa novo ambiente, ela se apaixona por Arthur Capel (Alessandro Nivola, charmoso), amigo de Ètienne.

Em Coco Antes de Chanel não vemos muito visível o realismo de outras biografias, como Ray Charles e Edith Piaf e a diretora Anne Fontaine foca na parte romântica de Chanel, mas isso não chega a comprometer no resultado e o filme ganha méritos pela parte técnica, principalmente pela trilha sonora composta por Alexandre Desplat, em mais um trabalho belo e competente e nos figurinos, que além de ser um deleite, também virou um personagem narrativo para retratar a premissa.

Coco Antes de Chanel pode aparentar longo, mas ganha pela parte técnica e por entrar na vida pessoal de Coco Chanel e para admiradores de um bom filme "fashionista".

Cotação: 7,5

Coco Antes de Chanel (Coco Avant Chanel, 2009)
Direção: Anne Fontaine
Roteiro: Camille Fontaine e Anne Fontaine, baseado em livro de Edmonde Charles-Roux
Elenco: Audrey Tautou, Alessandro Nivola, Marie Gillian, Benôit Poelvoorde, Emmanuelle Devos.

19 comentários:

Vinícius P. disse...

Realmente não é um grande filme, conquistando mais por determinados aspectos técnicos (figurino, trilha) do que pela história em si. E Tautou está apenas competente mesmo.

Kamila disse...

Não é um grande filme, como disse o Vinícius. Eu me decepcionei um tanto com o roteiro, mas a parte técnica do filme compensa totalmente.

Wally disse...

Essa imagem do filme é linda - e é minha cena preferida, alias. É um bom filme com certas limitações. Para variar, rs, dei a mesma nota. =P

Cristiano Contreiras disse...

Estou desde há uns dias tentando assisti-lo, em breve!

@Raspante disse...

Uma vida totalmente maquiada de Coco pelo filme. O interessante mesmo, e o que vem depois, seria mais emocionante que o filme focasse quando Coco foi presa por envolvimento com os Nazistas, rs
Abs.

cabaretcinefilo disse...

Também achei um filme mediano! Mas, gosto de filmes que tem uma prima pela estetica!

Kahlil Affonso disse...

É um bom filme... só. Creio que a personagem Coco Chanel merecia uma interpretação mais expressiva.

http://cinema-em-dvd.blogspot.com/

Ibertson Medeiros disse...

Não tenho muita expectativa por esse filme, mas gostaria de assisti-lo. Gosto dos trabalhos da Audrey Tautou, com exceção de O Código da Vinci.
Também gostaria de ver Coco Chanel & Igor Stravinsky, filme dinamarquês com Mads Mikkelsen no elenco.

Matheus Pannebecker disse...

Fui muito criticado por ter dito, em minha resenha, que biografias precisam narrar histórias de pessoas extraordinárias. Coco Chanel pode até ter sido uma grande pessoa, mas não teve uma vida muito interessante. Senti falta disso no filme. A história é simples demais e faltam conflitos. Isso que fez eu achar "Coco Antes de Chanel" um filme apenas bom.

Rafael Moreira disse...

Não vi, quero ver mais pela elogiada parte técnica do que por outros aspectos.

Cássio Bezerra disse...

Oi Mayra!
Coco é, no mínimo, interessante.
E concordo que, realmente, além da atuação de Tautou, é a parte técnica quem o sustenta.
O roteiro e a direção, principalmente, são as partes frágeis da película.
No entanto, reconheci uma cena que, de repente, demonstre um futuro ainda promissor para a diretora - a cena na janela, interpretada por Coco e Boy, quando ela revela que não mais viajará com ele. Mis-en-scène perfeita!
Um abraço.

Airton disse...

nao me atrai mto esse filme por causa da atriz hehehe

http://publicandobr.blogspot.com/2010/06/filme-medio-musica-grande.html

Pedro Henrique disse...

No Festival Varilux está passando um filme sobre a Channel infinitamente melhor que esse.

Abs!

bruno knott disse...

Alexandre Desplat é mesmo um compositor de respeito. A trilha sonora do filme é bem bacana mesmo. Quem sabe eu de uma conferida!

Abs!

Luis Galvão disse...

Ao contrário do Matheus, acho que Coco teve sim uma vida turbulenta, mas o erro do filme é não descrever isso. Coco parece uma simples mulher atormentada por um grande amor. Nada além.

Robson Saldanha disse...

Ainda não pude conferir! =;

Mayara Bastos disse...

Vinícius, é um bom filme, em que sua história acabou sendo ofuscada pela bela parte técnica. ;)

Kamila, como disse ao Vinícius, a parte técnica ofuscou a história, por isso mesmo que é só um filme nota 7,5. rsrs. ;)

Wally, acho essa cena muito bem filmada, e é a minha favorita também. E o filme sem limitações mesmo. ;)

Cristiano, veja sem pressa. ;)

Raspante, acho que poderia ter um tom diferente com essa questão da Coco com o Nazismo, até meio sombrio e também seria muito mais realista. rsrs. ;)

cabaretcinefilo, idem. E o filme me ganhou por isso. ;)

Kahlil, é por isso mesmo. A biografia merecia mais foco na vida em si, mas foi do lado mais sentimental da Coco. rs. ;)

Ibertson, adoro a Audrey Tautou, aqui, ela me lembrou uma Coco com jeito de Amélie e está só competente. E estou com uma boa espectativa por "Coco Chanel & Igor Stravinsky", parece mais "sombrio". rsrsrs. ;)

Matheus, concordo com essa questão que colocou em sua resenha e também senti falta de realismo nessa produção, mas a técnica compensou isso, para mim. rsrs. ;)

Rafael, veja sem pressa, vale pela técnica mesmo. ;)

Cássio, gostei da direção e desta cena que você mencionou, mas a que tem um show de direção e lá para o final, no desfile da Coco, em que dá um close na expressão dela quando está sentada na escada e a trilha do Desplat no fundo, achei belíssima. E é a foto da postagem. Abraços! ;)

Airton, já assistiu "Amélie Poulain"?

Pedro, estou muito curiosa por este filme, parece melhor no quesito história. rsrs. ;)

Bruno, Desplat é um belíssimo compositor mesmo e a trilha é um deleite mesmo. Veja o filme sem pressa. Abraços! ;)

Luis, o filme quis focar na parte romântica da Coco, e poderia ter sido como "Piaf", por exemplo, uma biografia bem feita pela questão do chamado realismo. ;)

Robson, assista sem pressa! ;)

Alex Gonçalves disse...

Mayara, eu não gostei de "Coco Antes de Chanel" justamente pela diretora francesa Anne Fontaine dar foco somente na Coco Chanel romântica. Está certo que o título já nos antecipa que veremos a história de uma personagem real antes do seu ápice profissional, mas fiquei triste ao notar que foram poucos os momentos onde Coco nos mostra a arte de confeccionar roupas. Acho a conclusão que ilustra sua postagem maravilhosa e a interpretação de Audrey Tautou, espetacular e fria na medida certa. Mas é só.

Beijos!

Mayara Bastos disse...

Alex, pois é. Acho também que é um dos motivos do filme só ficar no bom. E essa cena é muito bem dirigida e Audrey está otima. Beijos! ;)