sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Dúvida


Em 1990, John Patrick Shanley havia estreado na direção de um filme no razoável Joe Contra o Vulcão, com Tom Hanks e Meg Ryan. Mas ele é conhecido nos EUA por sua peça de sua autoria ganhadora do Prémio Pulitzer e que inspirou a versão cinematográfica desta dirigida pelo próprio Shanley. E o resultado foi uma película com uma trama pesada e bem orquestrada.

A trama se passa em 1964, no bairro americano do Bronx e começa com padre Flynn (Phillip Seymour Hoffman) dando um sermão sobre a natureza da dúvida constatando que, como a fé ela pode ser uma força unificadora entre as pessoas. Do outro lado da história temos a irmã Aloysius (Meryl Streep), a freira que dirige a escola, que coloca "medo" em todos. E no meio dos dois temos a irmã James (a simpática Amy Adams), uma freira ingênua que acaba observando a relação do carismático padre com o único aluno negro da instituição. Ai que entra a dúvida do título: a irmã Aloysius desconfia que o sacerdote esteja abusando sexualmente do menino. Os dois entram em um combate verbal violento para esclarecer o caso. Ela confronta o padre e apesar de nenhuma prova e nenhum apoio da mãe do garoto (Viola Davis, grata surpresa), ela exige que ele lhe diga a verdade.

Dúvida consegue ser um filme misterioso graças ao destaque que o elenco consegue ter. O quarteto principal, com atuações fortes e marcantes que realmente fazem juz as nomeações ao Oscar que receberam. Mas depois dos 20 minutos finais parece que o mistério todo que ronda o filme vai para o alto. Mas mesmo com esta reviravolta, Dúvida não deixa de ser um filme ruim por causa de certo erros e mostra muito bem que todos nós temos dúvidas.

Cotação: 8,5

Título Original: Doubt
País de Origem/Ano de Produção: EUA, 2008
Direção: John Patrick Shanley
Roteiro: John Patrick Shanley, baseado em peça de sua própria autoria
Elenco: Meryl Streep, Philip Seymour Hoffman, Amy Adams, Viola Davis.

7 comentários:

Wally disse...

Dividimos uma opinião bem parecida - e concordamos na nota. Inclusive, ainda me remexo pensando no desfecho do filme, que me incita reflexões perplexas. Filme digníssimo.

Vinícius P. disse...

Gostei do filme, só achei que pecou justamente no momento em que esperava algo a mais. Vale pelo excelente roteiro e o trabalho do elenco!

Kau Oliveira disse...

Mayara, estou de volta à ativa!!!!!!

Sobre o filme, que bom que gostou! Pra mim, é o melhor da temporada junto com o filme de Fincher.

Beijos!

Kamila disse...

Ainda tenho que conferir este filme, mas, pelas opiniões dos amigos blogueiros cinéfilos, espero ver um show de roteiro e elenco em "Dúvida".

Jeniss Walker disse...

um tanto chatinho o filme.
mas vale pelas grandes interpretações de Streep, Adams e Hoffman. só não entendo bem o que q Viola Davis esta fazendo entre os indicados. :P

abraços, Moça :)

Mayara Bastos disse...

Wally, que bom que concorda comigo. E sai pasma da sess�o por causa do final. Mas o resto do filme � �timo.

Vin�cius, acho que sei qual momento se refere. Vale mesmo pelo roteiro e elenco.

Kau, que bom, estava com muitas saudades de voc�. ;) Certamente, concordo com voc� e coloco "O Casamento de Rachel" na lista tamb�m! Beijos! ;)

Kamila, epero que consiga ver o filme e ver� um show de atua�es �timas e roteiro bem escrito. ;)

Jeniss, que pena que n�o curtiu. Achei a atua�o que mais gostei no filme foi a da Amy Adams. Mais dela do que da pr�pria Viola Davis, que achei a atua�o dela bem impactante mesmo com pouco tempo em cena. Abra�os, amigo. ;)

Red Dust disse...

O principal trunfo do filme foram as suas interpretações. Muitos fortes. Notou-se um enorme empenho na sua preparação.

O argumento convida à reflexão, é certo, mas poderia ter sido muito mais ambicioso e acutilante.

8/10.

Beijinho.