terça-feira, 7 de setembro de 2010

Nova York, Eu Te Amo


Nova York é uma cidade que encanta, não só pelo charme, mas também pela mistura de culturas presentes em transformá-la em uma cosmopolita e desejo para muitos. E assim como São Paulo ou alguma cidade grande, as pessoas mostram um ar de solidão pela questão da correria. E é sobre pessoas que a narrativa de Nova York, Eu Te Amo focaliza.

A segunda parte da franquia iniciada com Paris, Eu Te Amo, segue a mesma linha da película parisiense com dez diretores retratando hábitos e pessoas em cantos diferentes da cidade e que tenha o amor como pano de fundo. Aqui, existem várias histórias que vão da dusputa por um taxi, do flerte na rua, a relação de pai e filha, casais em relações que duram uma noite, amores jovens e de terceira idade, entre outros.

Nova York, Eu Te Amo ganha méritos por diferenciar de sua irmã francesa e não apresentar irregularidade, isso graças a montagem que deixa as histórias completamente interligadas entre si. Os destaques ficam por conta de curtas simplistas como o de Natalie Portman (como diretora e roteirista) sobre a relação de um latino com sua filha, o relacionamento de anos de um casal de idosos, por Joshua Marston e do dirigido pelo alemão Faith Akin sobre um pintor que consegue uma inspiração.

E vale a menção aos curtas de Brett Ratner, sobre um adolescente levando uma cadeirante ao baile. Yvan Attal, com Ethan Hawke lembrando semelhanças com seu personagem em Antes do Amanhecer. Mira Nair, com Natalie Portman atuando e retratando choque de culturas e Shekhar Kapur, com uma bela direção de arte e também com uma ótima atuação de Shia LaBeouf.

Nova York, Eu Te Amo, além de ser uma declaração de amor a cidade americana, é também um filme sobre pessoas e conhecimentos da rotina local e mostra uma cidade de sonhos e de uma belíssima cultura. Nova York, Nós te Amamos!

Cotação: 8,5

Nova York, Eu Te Amo (New York, I Love You, 2009)
Direção: Allen Hughes, Shunji Iwai, Joshua Marston, Wen Jiang, Brett Ratner, Mira Nair, Natalie Portman, Shekhar Kapur, Yvan Attal, Fatih Akin
Roteiro: Emmanuel Benbihy, Tristan Carné, Hall Powell, Israel Horovitz, James C. Strouse, Shunji Iwai, Israel Horovitz, Hu Hong, Yao Meng, Israel Horovitz, Joshua Marston, Alexandra Cassavetes, Stephen Winter, Jeff Nathanson, Anthony Minghella, Natalie Portman, Fatih Akin, Yvan Attal, Olivier Lécot, Suketu Mehta
Elenco: Bradley Cooper, Justin Bartha, Andy Garcia, Hayden Christensen, Rachel Bilson, Natalie Portman, Irrfan Khan, Emilie Ohana, Orlando Bloom, Christina Ricci, Maggie Q, Ethan Hawke, Anton Yelchin, James Caan, Olivia Thirlby, Blake Lively, Drea De Matteo, Julie Christie, John Hurt, Shia LaBeouf, Ugur Yucel, Taylor Geare, Carlos Acosta, Jacinda Barrett, Shu Qi, Burt Young, Chris Cooper, Robin Wright, Eva Ammuri, Eli Wallach, Cloris Leachman.

12 comentários:

cleber eldridge disse...

É um filme gostoso mesmo, mas, as histórias não são marcantes, e faltou muito de New York, o que por fim, deixa a desejar. Gostaria que diretores novaiorquinos tivessem trabalhado aqui, mas ...

Kamila disse...

Eu amo Nova York! E esse filme, ao contrário de outras obras similares, tem unidade de temas, não tem irregularidade. A impressão é a de que estamos assistindo a um filme único!

Mayara Bastos disse...

Cleber, concordo que é um filme gostoso, mas também queria ter visto diretores novaiorquinos envolvidos! ;)

Kamila, eu também amo! E essa impressão de filme único torna ele delicioso. ;)

Robson Saldanha disse...

Eu tbm gostei bastante desse filme. Achei-o bem sensível.

pseudo-autor disse...

Eu tô com ele aqui em casa, mas ainda não vi. Quem sabe agora, depois de ler sua boa crítica, eu tomo vergonha na cara!

Cultura na web:
http://culturaexmachina.blogspot.com

Mayara Bastos disse...

Robson, concordo! ;)

pseudo-autor, assista sim, espero que goste! ;)

Pedro Henrique disse...

É um filme bacana (ou são filmes bacanas). Acabei gostando mais dos filmes do Shekhar Kapur e do Fatih Akin. E Natalie Portman fez bonito também!

Mayara Bastos disse...

Pedro, esses que você citou são os meus favoritos, mas tive um carinho especial pelo curta da Natalie e do Joshua Marston. ;)

Wally disse...

Poxa, já estou baixando. Nem sei porque demorei tanto para procurar este aí, parece ser muito bom.

Mayara Bastos disse...

Wally, depois me conte o que achou. Tenho certeza que você vai amar! ;)

O Homem Que Sabia Demasiado disse...

Não considero que seja um filme extraordinário, tem algumas fragilidades e é desequilibrado. No entanto, no geral é bastante interessante e positivo.

Mayara Bastos disse...

O Homem..., pois é. Positivo e interessante. ;)