quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Ilha do Medo


"O que poderia ser pior? Viver como um monstro ou morrer como um homem bom?"

Ilha do Medo, filme dirigido por Martin Scorsese começa com um clima de incômodo, fazendo com que o espectador entra na pele do protagonista. Mas é uma daquelas produções que é necessário uma segunda vez para uma compreensão total de sua narrativa.

Nos tempos de Guerra Fria, em 1954, os detetives Teddy Daniels (Leonardo DiCaprio) e Chuck Aule (Mark Ruffalo) são levados para o Hospital Psiquiátrico Ashecliffe, localizado na ilha Shutter, Massachusetts, onde investigam o misterioso desaparecimento de uma assassina. Lá, o terrível comportamento e atitudes tanto de outros pacientes quanto dos médicos e Teddy vê lembranças de sua esposa morta voltarem cada vez mais que aprofunda o caso.

Baseado em livro do norte-americano Dennis Lehane, Ilha do Medo traz bem o elemento claustofóbico que a premissa precisa e ganha méritos pela direção ágil de Scorsese, que remete bem a elementos hitchcockianos, assim como a trilha sonora bem executada em belas tomadas. O roteiro tem seus prós, por fazer o espectador criar interpretações da história, mesmo sendo previsível. E a atuação de Leonardo DiCaprio mostra-se intensa e versátil.

Ilha do Medo é uma produção de muitas discussões, pela questão de como a história é conduzida. Um filme que não pode deixar de lado, mesmo sendo "made by Scorsese", é uma premissa que exige certa concentração do espectador para compreender e interpretá-lo. E isso é um belo ponto que o cinema proporciona em nós.

Cotação: 8,0

Ilha do Medo (Shutter Island, 2010)
Direção: Martin Scorsese
Roteiro: Laeta Kalogridis, baseado em livro de Dennis Lehane
Elenco: Leonardo DiCaprio, Mark Ruffalo, Ben Kingsley, Max Von Sydow, Michelle Williams, Emily Mortimer, Patricia Clarkson, Jackie Earle Haley, John Carroll Lynch, Elias Koteas.

15 comentários:

Hugo disse...

É um filme diferente de Scorsese. Tem passagens de filme noir, cenas de guerra, momentos de suspense e termina como um drama pesado.

Concordo que é um film para ser visto mais de uma vez.

Até mais

Pedro Henrique disse...

Um grande filme, como a maioria dos filmes do Scorsese. Um dos melhores do ano, num ano que não tá sendo lá essas coisas pro cinemão norte-americano.

Otavio disse...

FILMAÇO! Um dos melhores de 2010! Scorsese é gênio! Talvez a maior de todas as atuações de Leonardo DiCaprio.

Bjs!

Reinaldo Glioche disse...

Para mim é um dos melhores trabalhos de direção que vi na minha vida. um filme até certo ponto banal transformado em grande filme. Um dos melhores de 2010 seguramente.
Beijos

cleber eldridge disse...

Estava tão curioso quanto ao filme, que li o livro antes de conferir a obra de Scorsese, acabei descobrindo tudo -, ou seja, o filme não me fez aquele impacto, mas, sim é um grande filme. Leonardo DiCaprio está impecavel!

Kamila disse...

Este filme tem pontos muito positivos, como a parte técnica e a performance do Leo DiCaprio, mas o que acaba com a obra para mim é a previsibilidade do roteiro.

Cristiano Contreiras disse...

Eu não achei tão previsível como condenaram! é um grande e apurado trabalho de direção mesmo. E DiCaprio inspirado!

abraço, sumida!

Brenno Bezerra disse...

Um dos melhores Scorsese que já vi e não considero nada previsível.

Jonathan Nunes disse...

Assim como o Brenno não considero o filme previsível, pelo contrário, uma dos melhores suspense dos últimos anos. O elenco em peso está ótimo. Como todos já sabem Scorsese é um génio.

Mayara, estou começando a acompanhar seu blog e te linkei no meu.

Matheus Pannebecker disse...

Esse filme afirma um pensamento que eu tenho sobre certos diretores. É só, por exemplo, Scorsese fazer qualquer coisinha que todos já recebem como um grande filme. "Ilha do Medo" é legal, mas longe de ser um grande filme. Até porque, assim como a Kamila, acho a história previsível!

Wally disse...

Talvez a melhor atuação de DiCaprio e, ao contrário da maioria, não achei previsível. Adoro a construção da narrativa (e atmosférica). Grande filme.

Nota 8.5

Película Criativa disse...

Gostei muito de A Ilha do Medo. É um dos destaques do ano até agora. Não só pela bela direção de Scorsese, mas pelo roteiro surpreendente e que deixa o espectador ligado o tempo todo.

Não li o livro que gerou o filme, sei que na história original o autor dá um final. Mas gostei da incerteza que Scorsese deixou ao encerrar o A Ilha do Medo.

Também quero destacar a atuação de Leonardo Di Caprio, ele me surpreendeu nesse personagem.

Para quem gostou de A Ilha do Medo e é fã de suspense, Hitchcock e Polanski, recomendo o filme O Escritor Fantasma.

Alex Gonçalves disse...

Mayara, achei este filme um grande fiasco. E não apenas pela razão de ser muito previsível, mas pela ineficiência de Scorsese em criar alguma atmosfera. A razão de não ter tato no gênero justifica o resultado. Sem dizer que é um grande desperdício de elenco secundário.

pseudo-autor disse...

Scorsese sempre é criticado quando parte pro clima de suspense em seus filmes (foi assim com Cabo do Medo também). Achei espetacular e também concordo que foi um dos melhores do ano. Da parceria Dicaprio/Scorsese é o melhor até agora.

Cultura na web:
http://culturaexmachina.blogspot.com

Mayara Bastos disse...

Hugo, concordo com os elementos que mencionou. Até mais! ;)

Pedro, com certeza. E também acho que este ano está complicado com relação aos pipocas.

Otavio, disse tudo sobre o DiCaprio e Scorsese! Beijos! ;)

Reinaldo, o filme tem mesmo um belo trabalho de direção. Beijos! ;)

Cleber, o filme também não me deu aquele impacto, mas mesmo assim é um filme que vale a pena assistir. E estou cuiosa para ler o livro. ;)

Kamila, concordo e também achei o roteiro previsível em algumas partes. ;)

Cristiano, achei meio previsível, mas o trabalho de Scorsese e DiCaprio merece os elogios. ;)

Brenno, achei o filme previsível, mas não tira os méritos do Scorsese. ;)

Jonathan, muito obrigado pela visita e Scorsese é um gênio mesmo. rs. ;)

Wally, DiCaprio me surpreendeu, está virando um grande astro mesmo. ;)

Película Criativa, concordo com os fatores DiCaprio/Scorsese e a atmosfera dele. E "O Escritor Fantasma" é um filmaço! rsrs. ;)

Alex, que pena que não curtiu o filme. ;)

pseudo-autor, também gosto deste, juntamente com "Os Infiltrados". ;)