domingo, 6 de fevereiro de 2011

Inverno da Alma


Inverno da Alma possui algumas semelhanças com Rio Congelado, de 2008, por trazerem mulheres que lutam para sustentar a família e moram em lugares distantes de uma boa infraestrutura, abandonados e dominados pelo machismo. O que diferencia é a idade entre suas protagonistas, principalmente em relação a responsabilidade em torno delas.

Na película de Debra Granik, Ree Dolly (Jennifer Lawrence) tem 17 anos e mora em Missouri, no interior dos EUA. Ela tem uma mãe ausente por ter problemas mentais e cuida sozinha de seus dois irmãos pequenos. Tudo não é um mar de rosas, passam por dificuldades para se manterem, que acabam chegando até em caçar esquilos para comer. Para piorar, o pai de Ree, foragido de condicional, coloca a propriedade deles como garantia de pena e para não perder o lar, o sujeito precisa aparecer.

Ree tem um desafio em mãos: ela precisa encontrar seu pai, vivo ou morto. Com isso, ela parte em uma busca implacável e difícil, mesmo com seu tio problemático Teardrop (papel de John Hawkes) hesitando em dar uma força no começo, somente de si mesma e a descoberta de questões envolvendo seu pai foragido e também a perda precoce de sua adolescência.

O efeito chave de Inverno da Alma é sua protagonista, que não tem a orientação de sua matriarca para decidir o que fazer, precisa abdicar de seus desejos (como se alistar no exército por causa do dinheiro) e do sofrimento presente em seu rosto de cansada. A atuação de Jennifer Lawrence é a alma do filme, maternal com seus irmãos e corajosa, ficando junto com espectador até o final da projeção.

Inverno da Alma não é um filme alegre, mas sobre a superação de uma menina que é obrigada a amadurecer, ao mesmo tempo que é mostrado um lado miserável dos EUA, onde existem pessoas que só de olhar para elas causa antipatia e até medo. Mas essa é a realidade da sociedade, que possui algumas Ree Dollys que lutam e até são obrigadas a desistem de seus sonhos.

Cotação: 8,0

Inverno da Alma (Winter's Bone, 2010)
Direção: Debra Granik
Roteiro: Debra Granik e Anne Rosellini, baseadas em livro de Daniel Woodrell
Elenco: Jennifer Lawrence, John Hawkes, Kevin Breznahan, Dale Dickey, Garret Dillahunt, Sheryl Lee, Lauren Sweetser, Tate Taylor.

20 comentários:

Kamila disse...

Ainda não assisti a este filme, mas estou bem curiosa, uma vez que tendo a gostar muito de obras independentes com essas personagens femininas fortes.

Mayara Bastos disse...

Kamila, ele tem vários elementos que você vai apreciar. A Ree entra no hall de personagens femininas fortes. ;)

Reinaldo Glioche disse...

Boa crítica Ma. Acho este um dos grandes filmes da temporada. Bjs

cleber eldridge disse...

È um filme lento, e que se não fosse pela Lawrence não seria nada ;x

Mayara Bastos disse...

Reinaldo, obrigada! Beijos! ;)

Cleber, se não fosse pela Lawrence, seria um filme esquecido. ;)

Weiner disse...

Considero Inverno da Alma um filme que depende demais de Lawrence para obter sucesso. O roteiro é bem limitado, não curti o desfecho e aquela sucessão de elementos policiais acabou esfriando a narrativa densa e emocional que havia sido instaurada nos primeiros momentos.
Beijos!

Cristiano Contreiras disse...

Verdade seja dita, seu texto funciona muito mais que o próprio filme. Concordo que é interessante, mas no geral torna-se frágil e até mediano - bem verdade, caminhamos com a personagem de Lawrence que, de fato, tem uma atuação magistral. Mas, acho que o roteiro e até a direção não consegue trazer os personagens tão próximos de nós. Não é por conta da tal "alma" fria, é limitação mesmo da construção do estudo dos personagens ali...o filme, por vezes, parece não sair do mesmo lugar e somente o talento perfeito de Lawrence consegue provocar alguma atração com o que vemos.

Acho que a direção de Granik é muito, muito, correta...poderia ter ousado mais, acentuado mais, sei lá...não vejo esse grande filme como muitos acham, nem mesmo acho o desfecho 'chocante' como todos acham. Na verdade, o final poderia ser mais delineado...e discordo da indicação ao Oscar de Hawkes e filme. Quem deveria ter sido indicado, no lugar dele, é Andrew Garfield por "A Rede Social". E "Blue Valentine" é um filme mais denso e instigante que este, ao meu ver. Este sim poderia ter recebido a indicação de Filme...

Bom, fico feliz em ver como Lawrence tem tido o reconhecimento, afinal é uma bela atriz. Gosto dela no "Vidas que se cruzam", conhece?

Abraços!

Victor Nassar disse...

Esse é o tipo de filme que tenho preconceito. Pra mim, vem rotulado "drama chato!!!". Mas ainda verei por causa do burburinho.

Bj Mayara!

Por que você faz poema? disse...

Taí um filme que não me disse nada, não entendi o alarido, nem suas indicações, principalmente ao Oscar de melhor filme, acho bem mais interessante BLUE VALENTINE.

Pedro Henrique Gomes disse...

Filmaço! Pra mim um dos melhores dos indicados ao Oscar!

Wallace Andrioli Guedes disse...

Bem, dos indicados desse ano, é o que menos me interessa. Tive chance de assisti-lo no Rio, mas acabei desistindo, apesar de ter gostado um pouco do trailer. Mas confesso que minha curiosidade se dá mais pela atuação da Lawrence do que pela trama, que, pelo que andei lendo em blogs por aí, é meio fraca.

Otavio disse...

Acho um bom filme. Mas Jennifer Lawrence é melhor. E eleva o nível do filme. Nasce uma estrela!

Bjs!

ANTONIO NAHUD JÚNIOR disse...

Sinceramente não gostei muito. Mas a Jennifer tem futuro.

www.ofalcaomaltes.blogspot.com

bruno knott disse...

Verdade, Mayara... a semelhança com Rio Congelado existe, mas considero Invero da Alma bem melhor.

Mayara Bastos disse...

Weiner, se não fosse por ela, seria um filme deixado na prateleira. Se sustentou pela Lawrence, mas acabei gostando do resultado final. Beijos! ;)

Cristiano, obrigada! Concordo com relação ao Hawkes, ele está normal e acho que foi ele que "roubou" a vaga do Garfield. E quero muito ver "Vidas Que se Cruzam" por causa da Jennifer, parece que ela rouba a cena. Abraços! ;)

Victor, dê uma chance ao filme e espero que goste dele. Beijos! ;)

Por que você faz poema?, quero muito assistir "Blue Valentine", parece mais denso. ;)

Pedro, é um filmaço mesmo. ;)

Wallace, a Jennifer é um primor, dê uma chance. ;)

Otavio, disse tudo! Beijos! ;)

Antonio, Jennifer é promissora. ;)

Bruno, também acho melhor que "Rio Congelado". ;)

Alex Gonçalves disse...

Mayara, eu gostei muito de "Inverno da Alma". As comparações com "Rio Congelado" são inevitáveis, mais acho que gostei um pouco mais desse daqui. De qualquer maneira, o drama só funciona mesmo graças as performances de seu elenco. Sei que pode soar injusto, mas para mim Jennifer Lawrence levaria o Oscar.

Mayara Bastos disse...

Alex, também gostei mais desse do que "Rio Congelado" e se não fosse Natalie Portman, a Jennifer levaria o Oscar. ;)

Rafael Moreira disse...

Mayara, penso o mesmo que o Victor. Tenho pouca vontade de ver Rio Congela-- ops, Inverno da Alma. Meu único motivo para vê-lo chama-se Jennifer Lawrence. Bjos!

Mayara Bastos disse...

Rafael, o grande triunfo e que vale a pena mesmo é Jennifer Lawrence. Beijos! ;)

Dewonny disse...

Aqui a Jennifer Lawrence faz jús a indicação q teve no oscar, ela é a dona do filme q eu achei particularmente interessante do começo ao fim, ótimo por se tratar de um drama. nota 7.5!
Abs! Diego!