domingo, 24 de abril de 2011

Tropa de Elite 2


Tropa de Elite, produção de 2007, foi um dos maiores sucessos do cinema nacional nos últimos anos por conseguir de forma arriscada, mas eficiente mostrar sem os elementos dos chamados “contos de ficção” para abrir discussões sobre situações que a sociedade atualmente vive, principalmente com relação à violência e também introduziu ao público um personagem durão, mas que ganhou cativação: o capitão Nascimento (interpretado por Wagner Moura).

Nessa sequência, além da inclusão de flashbacks como recapitulação do primeiro filme, traz Nascimento até então, líder do BOPE, acaba por ser afastado de seu cargo depois de uma malsucedida operação em uma rebelião. Mas, promovido a Subsecretário de Segurança Pública do Rio de Janeiro ao mesmo tempo que enfrenta problemas pessoais, como a difícil relação com seu filho, que cria maior admiração por seu padrasto, o deputado estadual esquerdista Diogo Fraga (Irandhir Santos).

Além desse dilema de sentir a solidão não só pessoal como profissional depois de sua promoção, Nascimento acredita que em um cargo maior como a secretaria de segurança teria a chance de “quebrar o sistema” e derrotar o tráfico, mas ele descobre que os maiores inimigos estão mais perto do que ele imagina.

No início do filme, é colocado uma frase como “apesar das possíveis coincidências com a verdade, é uma obra de ficção”, percebe-se ao decorrer da história que as coincidências são muitas, principalmente com a situação que o Rio de Janeiro passou meses atrás. Diferente do primeiro Tropa de Elite, aqui a premissa é mais complexa, indo na espinha disso e o que os políticos que elegemos estão fazendo.

O filme é bem sucedido nessa questão, assim como a direção competente de José Padilha não só nas cenas de ação, mas também na tensidade. Junto a isso, temos uma edição acertada e atuações acima da média, principalmente por parte de Wagner Moura e Irandhir Santos.

Tropa de Elite 2 não é documentário ficcional, nem uma crônica-denúncia. Mas sim, um filme de reflexões sobre as questões sociais e políticas, temas que as pessoas só de escutarem, já ficam com certo pé atrás e fogem da discussão, além de também ser um entretenimento bem trabalhado e acima da média

Cotação: 9,5

Tropa de Elite 2 – O Inimigo Agora é Outro, 2010
Direção: José Padilha
Roteiro: José Padilha e Bráulio Mantovani, baseados em obra de Luiz Eduardo Soares, Rodrigo Pimentel, Cláudio Ferraz e André Batista
Elenco: Wagner Moura, Irandhir Santos, André Ramiro, Pedro Van Held, Maria Ribeiro, Sandro Rocha, Milhem Cortaz, Tainà Müller, Seu Jorge, André Mattos, Fabrício Boliveira, Emílio Orcillo Netto.

18 comentários:

Cristiano disse...

Parabéns pelo texto.

Indiscutivelmente mereceu todo o sucesso de bilheteria. Um filme corajoso, que amplia as reflexões trazidas pelo primeiro filme. Adoro o personagem do apresetador de tv corrupto que vira deputado, para mim uma completa surpresa a qualidade da atuação de André Mattos.

Brenno Bezerra disse...

Um ótimo roteiro com discurso de esquerda política que faz qualquer direitista concordar e vice-versa. Destaco a excelente performance de Sandro Rocha. Simplesmente o melhor filme nacional que vi na vida.

Mayara Bastos disse...

Cristiano, obrigado, apesar que o filme merecia um texto melhor! rsrsrs. E o apresentador me lembrou aquele da Record, o Wagner Montes, acho! rsrsrs. ;)

Brenno, disse tudo! ;)

Cristiano disse...

O André Mattos está a perfeita mistura de Wagner Montes e Datena, com aqueles discursos populistas e "donos da verdade", que babam sangue e cospem ódio e preconceito a cada palavra.

Mayara Bastos disse...

Cristiano, verdade! rsrsrs. ;)

Maria Vilar disse...

Um filmão, um dos melhores da década do cinema brasileiro. :))

Kamila disse...

"Tropa de Elite 2" é uma excelente continuação. O interessante no filme é que ele vai crescendo aos poucos, fazendo uma grande contextualização até chegarmos ao ponto alvo mesmo das críticas do José Padilha. Em certos pontos, aquela cena final me lembrou a cena final de "Os Infiltrados".

Mayara Bastos disse...

Maria, um filmão mesmo! ;)

Kamila, e ainda conseguiu superar o original. E bem lembrado da cena final lembrar "Os Infiltrados", também aconteceu isso comigo. rsrs. ;)

Alan Raspante disse...

Gostei muito dessa continuação, muito mais do que eu pensaria que fosse gostar... achei melhor que o primeiro filme!

Jonathan Nunes disse...

Mayara, o que me deixou mais feliz ao vê-lo foi saber que ainda pode sair muito material bom daqui, a forma como o texto é escrito e o grande trabalho de direção do Padilha consegue fazer Tropa 2 ser melhor que o Original, o que é muito difícil hoje em dia.

Anna Luiza disse...

Conseguiu superar o primeiro, o que não é pequeno feito. Maravilhoso o roteiro deste filme e, como espero, muito bem conduzido e atuado. Adorei - nota 9.0

Kahlil Affonso disse...

Filme incrível mesmo! Poderoso! Wagner Moura e José Padilha conseguiram criar o melhor filme de ação brasileiro!


http://filme-do-dia.blogspot.com/

Rafael W. disse...

Meu filme brasileiro favorito. Simplismente intocável.

http://cinelupinha.blogspot.com/

Victor Nassar disse...

Muitíssimo bom! Entretenimento compromissado! Ainda acho 1º superior, pelo ritmo que considero melhor e mais empolgante, embora esse seja de um argumento mais interessante.
A úúúltima cena em si que acho desnecessária ali, poderia ter acabado de uma maneira mais "Tumdum!!!" Whatever, pequenas coisas só de um filme fantástico.

Wallace Andrioli Guedes disse...

É uma obra-prima. Consegue ir além do excelente primeiro filme, escapando de seguir uma fórmula que seria garantia de sucesso. É dramaticamente muito bem construído, atores impecáveis... provavelmente é o melhor filme policial da história do cinema brasileiro (talvez empatado com LÚCIO FLÁVIO, PASSAGEIRO DA AGONIA).

Matheus Pannebecker disse...

Totalmente surpreende! Supera o primeiro em todos os sentidos... Esse sim justifica todo o sucesso!

Mateus Selle Denardin disse...

Realmente, um filme que trata de assuntos mais complexos, demonstrando, inclusive, uma maior maturidade na abordagem narrativa e nos elementos técnicos. Uma obra-prima. 9/10

Marcos Rosa disse...

Melhor filme nacional dos últinos anos. Show de Direção e interpretações.



Tá afim de fazer parcerias?

__
http://algunsfilmes.blogspot.com/