quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Considerando os indicados ao Academy Awards (e o Razzie também)


A vencedora do Oscar de atriz coadjuvante em 2010, Mo'nique, juntamente com Tom Sherak, presidente da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, anunciaram na manhã de terça-feira (25/01) os indicados ao prêmio máximo do cinema mundial. Apesar da previsibilidade, a surpresa fica por conta de O Discurso do Rei, liderando as nomeações, com 12, podendo criar um meio-termo de favoritismo, valendo lembrar de um caso recente: O Curioso Caso de Benjamin Button, indicado a 13 Oscars em 2009, mas só acabou faturando 3 estatuetas.

Logo depois, surpreendendo no número de indicações, está a refilmagem de Bravura Indômita, dos irmãos Joel e Ethan Coen, com 10 indicações, com destaque para Hailee Steinfeld, de 14 anos e em seu primeiro trabalho cinematográfico.

A Rede Social e A Origem foram agraciados com 8 nomeações e ficaram ausentes em categorias muito apostados, como direção (Christopher Nolan, mas indicado duplamente como produtor e roteirista) e montagem. Andrew Garfield, interprete de Eduardo Saverin, surpreendeu na sua ausência na categoria ator coadjuvante. Outras surpresas vem de Toy Story 3, indicado nas principais categorias (filme e animação), além de canção original (“We Belong Together”), John Powell com a trilha sonora de Como Treinar o Seu Dragão, a indicação de Javier Bardem na categoria melhor ator, por Biutiful e a presença do documentário Lixo Extraordinário, uma coprodução brasileira, sobre o trabalho do artista plástico Vilk Muniz. Com o Brasil de fora da categoria filme estrangeiro, podemos dizer que temos um representante.

Com apresentação de Anne Hathaway e do indicado ao Oscar 2011 de melhor ator por 127 Horas (UFA!), James Franco, os vencedores do Oscar serão conhecidos no dia 27 de fevereiro. Para conferir a lista completa de indicados, clique aqui.

----------------------------------------------------------------------------------------


Um dia antes do anuncio do Oscar, temos os Razzies Awards, ou Framboesa de Ouro, prêmio dedicado ao que rolou de ruim no Cinema. Nos últimos anos, o prêmio acabou sendo levado ao absurdo por conta da falta de noção em algumas indicações. Mas, parece que nessa edição, a 31a, tem todos os ingredientes de disputa acirrada entre os competidores.

Os holofotes estão em A Saga Crepúsculo: Eclipse e O Último Mestre do Ar, de M. Night Shyamalan, com 9 indicações. Kristen Stewart concorre na categoria pior atriz, juntamente com Jennifer Aniston (dupla indicação), Megan Fox (nominada na edição anterior) e o quarteto de Sex and the City 2.

Outros “destaques” ficam por conta do clã Cyrus: Miley indicada por A Última Música e seu pai, Billy Ray, como ator coadjuvante por Missão Quase Impossível, estrelado por Jackie Chan. O luxo está na categoria pior atriz coadjuvante, onde estão reunidas Barbra Streisand, Cher e Liza Minnelli, além de Jessica Alba, lembrada por todos os filmes que lançou ao longo de 2010. O 3-D também foi lembrado nessa edição, com a criação de uma nova categoria: Pior 3-D de arrancar os olhos.

Os “vencedores” serão conhecidos um dia antes do Oscar, 26 de fevereiro, talvez, com a expectativa de alguém receber o prêmio com graça, assim como Sandra Bullock fez ano passado, nas vésperas de ganhar seu Oscar. Para conferir a lista do Razzie, clique aqui.

7 comentários:

Anônimo disse...

E ganhar Razzie e Oscar no mesmo ano, acho que nunca mais. Ou só Bullock (que adoro) de novo um dia. :-)

Um abraço
Tommy
http://cinemagia.wordpress.com/

Mayara Bastos disse...

Tommy, pois é. Agora, será difícil acontecer novamente. rsrsrs. Abraço! ;)

Wallace Andrioli Guedes disse...

É, Mayara, também comentei lá no blog sobre isso que você falou: não necessariamente um maior número de indicações garante o favoritismo. Mesmo com todas as nomeações para O DISCURSO DO REI e TRUE GRIT (que são filmes de época), só uma catástrofe tira os Oscar de filme e direção do A REDE SOCIAL.

Weiner disse...

Ih, ter muitas indicações é um perigo, dada as atuais circunstâncias! =) Mas torço por The King's Speech, mesmo sem ter assistido, só pra defrutar do prazer de uma surpresa na categoria principal! Odiei o esquecimento do Nolan na direção... Sobre o Razzie, que peito indcar Liza Minelli, Cher e Barbra (três monstras oscarizadas)de uma vez só, hein? Eu ri muito ontem com isso.
Beijos, Mayara!

Kamila disse...

Começando pelo Razzies: ele não foi feito para ser levado a sério. Dou é altas risadas quando leio a lista de indicados deles e lamento quando vejo que assisti a tantos filmes que estão lá! rsrsrssrs

Em relação ao Oscar, ainda tenho que trabalhar o fato de que Nolan não foi indicado para direção, a montagem de "A Origem" ficou de fora e as ausências de "Enrolados" e de "Tron - Legacy", em Animação e Efeitos Visuais.

Kahlil Affonso disse...

gostei de ver 'o discurso do rei' dominando o oscar desse ano!

http://filme-do-dia.blogspot.com/

Mayara Bastos disse...

Wallace, agora com essa reviravolta...tudo pode acontecer. ;)

Weiner, foi um pecado Nolan esnobado e espero que "The King's Speech" seja tudo isso. E a categoria do Razzie está um luxo, dei muitas risadas. rsrs. Beijos! ;)

Kamila, também dou risadas, não sei se fico aliviada ou não de ter visto poucos da lista. rsrs. Sobre o Oscar também preciso trabalhar a ficha que não caio com relação aos filmes citados. ;)

Kahlil, espero que o filme faça juz as indicações. ;)